Você sabe o que é Nutrigenética e como ela pode te auxiliar na conduta nutricional?

Recentemente, através da nutrigenética, tornou-se possível avaliar características genéticas para elaborar condutas clínicas mais assertivas de acordo como DNA de cada um. Nesse sentido, na área da nutrição, alguns benefícios de trabalhar com a nutrigenética foram surgindo e se popularizando entre os nutricionistas.

Quando surgiu?

O termo nutrigenética surgiu por volta dos anos 2000 logo após a conclusão do projeto genoma, que foi responsável por fazer um mapeamento de todos os genes presentes no corpo humano. Esse estudo foi o pontapé inicial para a Nutrigenética e também para outras áreas de estudo como a Epigenética e a Nutrigenômica.

Com o mapeamento genético feito pelo projeto genoma, suposições que não passavam de especulações passaram a ser comprovadas cientificamente a partir do estudo dos genes. Assim, a compreensão da relação entre a genética e a dieta passou a ser levada em conta na prescrição das condutas alimentares.

O que é nutrigenética?

A Nutrigenética estuda a interação entre os genes e os alimentos. Portanto, ela estuda como as características genéticas de cada um, influenciam na capacidade de absorção e metabolização das substâncias necessárias para sua sobrevivência.

Através da identificação e caracterização de variantes genéticas, é possível compreender como cada um responde a diferentes estímulos dietéticos. Assim, podemos escolher a conduta mais adequada para os pacientes.

Popularmente conhecida como dieta do DNA, a Nutrigenética vem ganhando destaque entre os entusiastas que buscam sempre novos métodos para inovar e melhorar a qualidade de sua prática clínica.

Como a nutrigenética pode melhorar sua prática clínica?

Sabemos que a genética influencia em até 25% da nossa capacidade de metabolizar os alimentos. Logo, conhecer as características genéticas de um paciente é muito importante para personalizar, com maior precisão, as suas condutas alimentares.

Assim, ao ajudar a compreender de que forma os polimorfismos genéticos de um paciente influenciam na sua preferência alimentar, capacidade de metabolização e necessidades aumentadas de vitaminas e nutrientes, a nutrigenética ajuda a melhorar a assertividade das decisões tomadas pelos profissionais da saúde.

Para utilizar o conhecimento nutrigenético, é necessário fazer um teste para identificar as características genéticas do paciente. A DGLab realiza testes nutrigenéticos, que analisam essas características e também fornece informações didáticas no laudo genético, auxiliando nutricionistas e pacientes a entenderem as informações genéticas.

Mais assertividade na conduta gera melhor atendimento e crescimento profissional, caso você esteja buscando isso, não hesite em implementar testes genéticos nutricionais na sua clínica.

Se você não faz ideia de como começar a trabalhar com testes genéticos, estamos aqui para te ajudar. Montamos um modelo de parceria onde, ao adquirir o nosso welcome kit, você terá suporte do nosso time, bem como diversos materiais que preparamos para facilitar e aprimorar as práticas com testes nutrigenéticos.