Como surgiu a DGLab é uma das perguntas que mais recebemos em eventos onde somos convidados para falar sobre inovação, tecnologia e empreendedorismo. Quem nos conhece hoje, sabe que temos a visão muito mais clara do nosso propósito, pode achar  que nosso  caminho foi tranquilo, traçado  sem muita dificuldade, com poucos obstáculos. Neste post viemos contar um pouquinho sobre nossa história, sobre a jornada que a DGLab percorreu até aqui.

Como a DGLab surgiu?

Em 2014, dois amigos, pesquisadores, doutores em genética, Daniel Dentillo e Dante Gavio, começaram a dar os primeiros passos na construção da DGLab. Alguns anos após a conclusão da pós-graduação, na Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto, os dois se encontraram e apresentaram um ao outro o que planejavam para o futuro. Coincidentemente a ideia era a mesma: democratizar os exames genéticos e desburocratizar as etapas que envolvem a sua realização, tornando a genética mais acessível a todos!

O foco inicial foi o diagnóstico de doenças infecciosas. Usando a Hepatite B como modelo, a ideia era tornar todo o processo mais ágil, fácil, dinâmico, e mais barato também.

Com um projeto já bem desenhado, o primeiro passo foi encontrar os recursos necessários para fazer a ideia sair do papel. Em 2015, fomos selecionados pelo SUPERA – Incubadora de Empresas de Base Tecnológica, instalada no Parque de Inovação e Tecnologia, dentro do próprio campus da USP. E foi aí que iniciamos nossa história oficialmente.

Nesse mesmo ano,  conseguimos um financiamento da Fundação de Amparo do Estado de São Paulo (FAPESP) pelo Programa Inovativo para Pequenas Empresas (PIPE) para desenvolver o primeiro projeto: facilitar o diagnóstico de doenças infecciosas a partir da coleta de gotas de sangue que o próprio paciente pode coletar e nos enviar pelo correio.  

Com parceria do Instituto Adolfo Lutz e do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina, neste projeto aprendemos muito sobre o mercado de testes genéticos, sobre as suas regulações, a dinâmica de todo o processo e sua complexidade. O projeto foi concluído com êxito em 2017, e desde então começamos a atravessar uma nova fase de pesquisas para tornar nosso produto viável ao mercado. Nessa linha de investigação, a DGLab se mantém ativa atualmente e conta com financiamento da FAPESP, além de parceria com a empresa canadense Custom Biologics.

Tendo desenvolvido essa área com a qual foi iniciada a DGLab, não paramos por aí. Continuamos nossa busca por formas de simplificar outros exames genéticos que realmente podem ser usados como forma de trazer melhorias na qualidade de vida das pessoas – AFINAL ESTE É O NOSSO GRANDE OBJETIVO!

Novo desafio: Genética e Nutrição

Sabendo que a nutrição é um dos pilares fundamentais para a boa saúde, cientes da ciência robusta e em expansão que existe por trás dos exames Nutrigenéticos, encontramos aí um excelente modo de entregar às pessoas melhorias em sua qualidade de vida. Como somos uma startup, fazer pesquisas, testes e validações está no nosso DNA. Assim, para entender os desafios do mercado brasileiro antes de desenvolver um produto próprio, resolvemos trabalhar em parceria com uma empresa inglesa .

Foi aí que nós iniciamos nosso aprendizado na área. Começamos a oferecer os testes genéticos através de canais digitais e participações em eventos. Montamos uma base com mais de 800 profissionais da nutrição que manifestaram interesse nos testes genéticos e começamos a ouvi-los.

A partir daí identificamos os principais problemas: os pacientes AMAM a ideia de personalizar uma conduta nutricional através da sua genética, porém não podem pagar por um teste (naquela época, raramente se encontrava um teste por menos de R$1.800, R$2.000). Os nutricionistas também AMAM a ideia de personalizar uma conduta alimentar através da genética, porém não conseguem entender como aplicar na prática os resultados provenientes da análise de dezenas ou centenas de genes.

Ficou claro como o dia! Ali estava o mercado onde poderíamos trazer soluções inteligentes para quebrar barreiras e tornar a genética mais simples e acessível tanto para o usuário (que efetivamente faz o teste), como para o parceiro (que aplica os conhecimentos advindos do exame nutrigenético).

Olhar certeiro: a experiência do consumidor

Com uma boa experiência na bagagem, intensificamos nossas conversas com profissionais da nutrição e seus pacientes, entendendo suas dores e motivações. Diversos feedbacks depois, e após muita (muita!) mão na massa, e já com laboratório próprio, conseguimos desenvolver nossos próprios exames nutrigenéticos.

Conseguimos, assim, derrubar as primeiras grandes barreiras: Preço e Conhecimento.

Preço: otimizamos os processos de forma inteligente, com excelentes equipamentos e insumos, sendo todo o processo feito aqui no Brasil (no interior do Estado de São Paulo), conseguindo aumentar a capacidade de análise das amostras e reduzir o tempo de entrega de resultados. Isso facilitou estipularmos preços justos e viáveis.

Conhecimento: concentramos o desenvolvimento dos testes em cima dos principais genes que realmente fazem a diferença na prática clínica nutricional. Além disso, reunimos uma equipe fenomenal para dar todo o apoio e o suporte necessários para que os profissionais  utilizem os exames nutrigenéticos visando obter maior sucesso na sua prática clínica, no dia a dia profissional.

Nosso momento hoje

Seguimos sempre firmes e fortes na missão de promover mais qualidade de vida oferecendo maior acessibilidade aos exames genéticos. Além dos dois testes que já temos à disposição dos profissionais, estamos em constante desenvolvimento de novos projetos, expandindo nosso portfólio (ainda não vamos dar ‘spoilers’, mas vem bastante coisa legal por aí).

Também estamos levando, através por meio de eventos e das redes sociais, cada vez mais conteúdo e conhecimento de qualidade para disseminar o uso da genética na nutrição personalizada, e promover o diálogo, a troca de experiências, entre os profissionais.

De mais a mais, algo muito gratificante também está passando pela nossa história atualmente: somos parte do Movimento Supera Ação, que tem como objetivo prover diagnóstico para o novo coronavírus ao município de Ribeirão Preto, desonerando o sistema público de saúde do município. Muito felizes e orgulhosos de estarmos próximos dos 30.000 (trinta mil!!!) testes de PCR realizados até o momento, auxiliando incessantemente no combate à pandemia da COVID-19.

Somos a DGLab e somos muito gratos por poder contribuir com a revolução dos testes genéticos no Brasil –  temos a certeza de que esse é só o começo!!!

Autor: